A QUESTÃO DA DIGNIDADE HUMANA A PARTIR DO PENSAMENTO DE HANNAH ARENDT

Autor: Silio Giovanelli Resumo: Esta dissertação pretende tratar das relações dos indivíduos nos domínios das ações humanas tomando por base o pensamento Arendtiano. Percebemos que, a diluição da dignidade daqueles indivíduos que se dispõem a realizar seu aparecimento nestes espaços é cada dia mais comum, não sendo, no entanto, algo próprio ou exclusivo da vivenciaContinuar lendo “A QUESTÃO DA DIGNIDADE HUMANA A PARTIR DO PENSAMENTO DE HANNAH ARENDT”

A INFLUÊNCIA DO PENSAMENTO TEOLÓGICO NO PEOJETO FILOSÓFICO INICIAL DE MARTIN HEIDEGGER

Autor: EricEwans Mendes Resumo: A vida acadêmica de Heidegger começou na teologia, migrando para a filosofia a partir do ano de 1912 e convertendo-se a uma espiritualidade conciliatória (protestantismo livre associado com a preservação de elementos da espiritualidade cristã católica) em 1919. Durante esse tempo, critica a teologia por ter adotado a metafísica para trabalharContinuar lendo “A INFLUÊNCIA DO PENSAMENTO TEOLÓGICO NO PEOJETO FILOSÓFICO INICIAL DE MARTIN HEIDEGGER”

EXPERIÊNCIA E CONSCIÊNCIA MORAL EM ROUSSEAU

Autor: Allison Ribeiro e Silva Resumo: O presente trabalho é um estudo da obra Emílio ou Da Educação de Jean-Jacques Rousseau, cujo objetivo consiste em investigar a participação da concepção pedagógica rousseauniana na formação da consciência moral do personagem Emílio. O trabalho está dividido em três partes com as seguintes preocupações: apresentar o processo deContinuar lendo “EXPERIÊNCIA E CONSCIÊNCIA MORAL EM ROUSSEAU”

DA REFLEXÃO ADORNIANA A UMA SOCIEDADE DA EXCITAÇÃO

Autor: Roberson Sidnei Calegaro Resumo: O objetivo desse estudo foi discutir as considerações de Adorno sobre a indústria cultural e suas implicações em relação à constituição e formação do sujeito, que resultaram em uma sociedade projetada para o estímulo das sensações. O percurso projetou-se em três passos, sendo que, primeiramente, foram analisadas as observações deContinuar lendo “DA REFLEXÃO ADORNIANA A UMA SOCIEDADE DA EXCITAÇÃO”

O INDETERMINADO NA FILOSOFIA, NA CIÊNCIA E NA MATEMÁTICA: SUA TRADUÇÃO NOS NÚMEROS TRANSREAIS

Autor: Jonas Junior Mendes Resumo: A noção da indeterminação sempre esteve presente na filosofia, ciência e na matemática. Ela é subjacente aos nossos sistemas epistemológicos e manifesta as limitações de nossa capacidade em conhecer e, consequentemente, nossa limitação linguística. Evidentemente, isto impulsiona a busca por alternativas que possibilitem a expansão cognitiva, logo os Transreais, queContinuar lendo “O INDETERMINADO NA FILOSOFIA, NA CIÊNCIA E NA MATEMÁTICA: SUA TRADUÇÃO NOS NÚMEROS TRANSREAIS”